Última hora

Última hora

Prolongação de negociações sobre nuclear iraniano vista como vitória de Teerão

Em leitura:

Prolongação de negociações sobre nuclear iraniano vista como vitória de Teerão

Tamanho do texto Aa Aa

Em Washington, a prolongação das negociações sobre o programa nuclear iraniano é interpretada por alguns círculos diplomáticos como uma vitória para Teerão.

Essa foi também, aliás, a visão do líder espiritual iraniano. O “ayatollah” Ali Khamenei afirmou esta terça-feira que o Ocidente não conseguiu “pôr de joelhos o Irão”.


David Allbright, presidente do Instituto para a Ciência e Segurança Internacional, em Washington, diz que “será muito difícil e a questão central é: por que razão é que os negociadores iranianos não são mais flexíveis? É preciso olhar para a visão do Líder Supremo e dos dirigentes [iranianos], que ainda não decidiram se querem realmente um acordo”.

Michael Doran, membro do “think tank” conservador Hudson Institute, também acha que um acordo é improvável, independentemente do prazo adicional.

Doran não acredita que poderá haver concordância entre Teerão e o Ocidente e diz que “isso só aconteceria se os Estados Unidos e as outras potências cedessem completamente às exigências dos iranianos”.

O correspondente da euronews, Stefan Grobe, afirma que “as negociações sobre o nuclear iraniano tornaram-se no tema de política externa mais divisivo dos Estados Unidos. Os republicanos querem impôr sanções mais pesadas a Teerão, mas o presidente Barack Obama acredita que isso só iria prejudicar as negociações e conduzir a uma maior instabilidade no Médio Oriente. Para já, o diálogo continua”.