Prolongação de negociações sobre nuclear iraniano vista como vitória de Teerão

Prolongação de negociações sobre nuclear iraniano vista como vitória de Teerão
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Em Washington, a prolongação das negociações sobre o programa nuclear iraniano é interpretada por alguns círculos diplomáticos como uma vitória para Teerão.

Essa foi também, aliás, a visão do líder espiritual iraniano. O “ayatollah” Ali Khamenei afirmou esta terça-feira que o Ocidente não conseguiu “pôr de joelhos o Irão”.

In the #nuclear issue, arrogants have made their best to bring #Iran to its knees but they were not able and will not be able to do so.

— Khamenei.ir (@khamenei_ir) 25 Novembre 2014

David Allbright, presidente do Instituto para a Ciência e Segurança Internacional, em Washington, diz que “será muito difícil e a questão central é: por que razão é que os negociadores iranianos não são mais flexíveis? É preciso olhar para a visão do Líder Supremo e dos dirigentes [iranianos], que ainda não decidiram se querem realmente um acordo”.

Michael Doran, membro do “think tank” conservador Hudson Institute, também acha que um acordo é improvável, independentemente do prazo adicional.

Doran não acredita que poderá haver concordância entre Teerão e o Ocidente e diz que “isso só aconteceria se os Estados Unidos e as outras potências cedessem completamente às exigências dos iranianos”.

O correspondente da euronews, Stefan Grobe, afirma que “as negociações sobre o nuclear iraniano tornaram-se no tema de política externa mais divisivo dos Estados Unidos. Os republicanos querem impôr sanções mais pesadas a Teerão, mas o presidente Barack Obama acredita que isso só iria prejudicar as negociações e conduzir a uma maior instabilidade no Médio Oriente. Para já, o diálogo continua”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Programa nuclear iraniano: Prolongamento das discussões até ao verão de 2015

Irão lança satélite que faz parte de um programa espacial criticado pelo Ocidente

Ataque com mísseis do Paquistão contra o Irão levanta preocupações