Última hora

Última hora

Quarto dia de protestos contra violência policial nos EUA

Em Berkeley, na Califórnia, contestação degenerou em confrontos esporádicos e pilhagens.

Em leitura:

Quarto dia de protestos contra violência policial nos EUA

Tamanho do texto Aa Aa

A famosa gare de Grand Central Station, em Nova Iorque, voltou a ser palco de uma manifestação contra a impunidade policial.

Pelo quarto dia consecutivo, várias cidades norte-americanas organizaram protestos contra as absolvições recentes de dois polícias brancos que mataram indivíduos de raça negra.

Em Nova Iorque, a manifestação coincidiu com uma cerimónia em memória de Akai Gurley, um outro homem negro morto a tiro em novembro por um polícia, num caso que também será analizado por um grande júri popular.

Detroit, Seattle e Washington foram outras das cidades a acolher novos protestos e, para este domingo, estão previstas manifestações também em Chicago, Miami ou Filadélfia.

Em Berkeley, na Califórnia, a contestação degenerou ontem em pilhagens e confrontos com as autoridades.

Os protestos foram, no entanto, maioritariamente pacíficos e a própria polícia reconheceu que os atos de violência foram provocados por “pequenos grupos”.