Última hora

Última hora

O fim da era Ceaușescu 25 anos depois

Nicolae Ceaușescu geriu os destinos da Roménia, durante mais de duas décadas, com mão de ferro. No final, o ditador romeno, conhecido como “O Génio

Em leitura:

O fim da era Ceaușescu 25 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Nicolae Ceaușescu geriu os destinos da Roménia, durante mais de duas décadas, com mão de ferro.

No final, o ditador romeno, conhecido como “O Génio dos Cárpatos”, não suspeitava que o fim do seu regime comunista estava a chegar.

Viveu uma vida de opulência enquanto o seu povo vivia na pobreza. É a sangrenta revolução de 1989 que acaba por trazê-lo de volta à realidade.

A 16 de dezembro desse ano, os habitantes de Timisoara protestam contra a prisão do pastor Lazlo Toekes, defensor das minorias húngaras.

A 21 Ceaușescu foi vaiado durante uma manifestação de operários, contra o regime ditatorial, em frente à sede do Partido Comunista, em Bucareste.

Não é preciso muito tempo para que a onda revolucionária, que varre o país, trave o casal Ceaușescu.

Acabam julgados e, nem sentindo o fim eminente, o ditador mostra algum sinal de fraqueza e acusa os juízes de traição.

São considerados culpados de genocídio e de desvio de fundos, é o fim de pesadelo romeno e o início de outro para o casal: a execução sumária:

“Nicolae Ceaușescu e Elena Ceaușescu foram condenados à morte e os seus bens confiscados. Uma sentença sem apelo e que foi executada.”

Estes acontecimentos são os primeiros a serem, integralmente, difundidos pela televisão, na Roménia.