Última hora

O fim da era Ceaușescu 25 anos depois

O fim da era Ceaușescu 25 anos depois
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nicolae Ceaușescu geriu os destinos da Roménia, durante mais de duas décadas, com mão de ferro.

No final, o ditador romeno, conhecido como “O Génio dos Cárpatos”, não suspeitava que o fim do seu regime comunista estava a chegar.

Viveu uma vida de opulência enquanto o seu povo vivia na pobreza. É a sangrenta revolução de 1989 que acaba por trazê-lo de volta à realidade.

A 16 de dezembro desse ano, os habitantes de Timisoara protestam contra a prisão do pastor Lazlo Toekes, defensor das minorias húngaras.

A 21 Ceaușescu foi vaiado durante uma manifestação de operários, contra o regime ditatorial, em frente à sede do Partido Comunista, em Bucareste.

Não é preciso muito tempo para que a onda revolucionária, que varre o país, trave o casal Ceaușescu.

Acabam julgados e, nem sentindo o fim eminente, o ditador mostra algum sinal de fraqueza e acusa os juízes de traição.

São considerados culpados de genocídio e de desvio de fundos, é o fim de pesadelo romeno e o início de outro para o casal: a execução sumária:

“Nicolae Ceaușescu e Elena Ceaușescu foram condenados à morte e os seus bens confiscados. Uma sentença sem apelo e que foi executada.”

Estes acontecimentos são os primeiros a serem, integralmente, difundidos pela televisão, na Roménia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.