Última hora

Última hora

Lituânia deixa o litas e passa a usar o euro

A Lituânia, que aderiu à União Europeia em 2004, é o último dos três estados-membros do Báltico a integrar a zona euro

Em leitura:

Lituânia deixa o litas e passa a usar o euro

Tamanho do texto Aa Aa

A partir de 1 de janeiro, a Lituânia deixou de usar o litas em prol do euro, passando a integrar a união monetária. São agora 19 os países da União Europeia (UE) que usam a chamada moeda única.

Point of view

O mundo tornou-se global e, por isso, este é o momento ideal para adotar o euro

Com cerca de três milhões de habitantes, a Lituânia – que aderiu à UE em 2004 – é o último dos três estados-membros do Báltico a integrar a zona euro.

Vizinhos da Rússia, estes países consideram a adoção do euro como um reforço do processo de integração europeia perante uma certa ameaça que sentem vinda da ex-potência ocupante até 1991.

Questionado sobre a importância da nova moeda, Sigitas Narusevicius, habitante de Vilnius, disse que “desde que caíram as fronteiras, o mundo tornou-se global e, por isso, este é o momento ideal para adotar o euro. Permanecermos fechados e usarmos o litas seria bom para o sentimento patriótico, mas é melhor pertencer ao mundo globalizado e usar o euro”.

A região do Báltico está também em destaque, esta quinta-feira, devido ao facto da Letónia assumir a presidência rotativa da UE.

Durante os próximos seis meses, o governo de Riga vai coordenar a agenda de trabalhos dos 28 Estados-membros a nível comunitário.