Última hora

Última hora

Em leitura:

O rei do rock and roll teria 80 anos se ainda estivesse vivo


le mag

O rei do rock and roll teria 80 anos se ainda estivesse vivo

Depois da morte de Elvis Presley ficou o mito e a herança artística. Presley vendeu mil milhões de discos e continua a ter admiradores em todo o mundo. A casa onde vivia, em Graceland, tornou-se um local de peregrinação para os fãs. A empresa que gere o legado do artista pretende celebrar a data de nascimento com pompa e circunstância.

“Haverá uma festa grandiosa no jardim da casa de Graceland. Vamos ter um verdadeiro bolo real para assinalar os oitenta anos. Cada fã poderá levar um pedaço de bolo e celebrar com grande estilo o aniversário do rei. Há muitos eventos organizados pelos fãs. Há concertos, vendas de objetos que eram do Elvis ou que estão relacionados com ele”, afirmou Kevin Kern, responsável da Elvis Presley Enterprises.

Além da música, Elvis Presley protagonizou 33 filmes. Foi nomeado 14 vezes para os prémios Grammy e arrecadou quatro galardões, nomeadamente, uma distinção pelo conjunto da carreira aos 36 anos.

“Há fãs do Japão, de Inglaterra e Austrália. O Elvis atrai pessoas de todas as partes do mundo, essas pessoas vêm comemorar a música e a vida dele. Ele influenciou a vida de imensas pessoas e vai continuar a fazê-lo nas novas gerações, mesmo depois de nós partirmos. Penso que a herança dele vai durar para sempre”, disse Colin Paul, um fã de Elvis de Manchester.

Elvis Presley morreu em Graceland, nos Estados Unidos, a 16 de agosto de 1977, aos 42 anos.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
O décimo álbum de estúdio de Katherine Jenkins

le mag

O décimo álbum de estúdio de Katherine Jenkins