Última hora

Última hora

Fanchini volta a ter motivos para festejar nove anos depois

Estava a chegar ao fim o ano de 2005 quando Elena Fanchini festejou a primeira e única vitória na Taça do Mundo de esqui alpina… até esta

Em leitura:

Fanchini volta a ter motivos para festejar nove anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Estava a chegar ao fim o ano de 2005 quando Elena Fanchini festejou a primeira e única vitória na Taça do Mundo de esqui alpina… até esta sexta-feira. A italiana de 29 anos colocou um ponto final ao longo jejum ao conquistar o downhill de Cortina d’Ampezzo.

Fanchini admitiu ter-se inspirado na prestação de Isolde Kostner, a última transalpina a vencer a descida de Cortina em 2001, e a estratégia resultou às mil maravilhas.

Una splendida giornata #dynastar #Vallecamonica #briko #gipron #level #grazie mattia #cortina #vinto#1#grazieditutto

Une vidéo publiée par Fanchini Elena (@elenafanchini85) le

Terminou com uma vantagem de 15 centésimos sobre Larisa Yurkiw. A canadiana de 26 anos estreou-se a subir ao pódio numa prova da Taça do Mundo, o mais próximo que tinha estado tinha sido no downhill de Lake Louise, em dezembro, em que se ficou pela quarta posição.

Já Viktoria Rebensburg é uma veterana nestas andanças mas há quase dois anos que não conquista uma prova. Terminou no lugar mais baixo do pódio.

Este sábado as melhores esquiadoras do planeta voltam a entrar em acção na estância italiana, novamente no downhill.