Última hora

Última hora

Festival de Artes de Sydney - caleidoscópio das artes

Em leitura:

Festival de Artes de Sydney - caleidoscópio das artes

Tamanho do texto Aa Aa

O Festival de Artes de Sydney celebra anualmente os mais variados géneros de expressão artística. Uma das instalações apresentadas em Sydney é da

O Festival de Artes de Sydney celebra anualmente os mais variados géneros de expressão artística.

Uma das instalações apresentadas em Sydney é da autoria do conhecido artista chinês Zhang Huan. Zhang construiu duas esculturas de cinco metros de altura colocadas diante uma da outra. A de alumínio funciona como modelo para a segunda, criada com cinzas de incenso recolhidas em templos budistas na China, e que vai desintegrar-se com o tempo.

A instalação “Inside the Falls”, da artista britânica Mira Calix, teve a sua estreia mundial neste festival. O público é convidado a explorar um labitinto de paredes de papel, som e dança.

“Diversidade” é certamente o lema deste festival, segundo Lieven Bertels, um dos organizadores:

“Esforçamo-nos por fazer um festival muito diversificado, de muitas maneiras. Através da diversidade de espetáculos, da diversidade de percurso dos artistas, e mesmo da diversidade de pontos de acesso.”

O Circo australiano LIMBO mostra uma mistura exótica de cabaré, circo e acrobacias. O espétaculo usa de magia e música para seduzir o público, com uma festa de proporções sobrenaturais .

Heath Holliday brinca com o fogo, mas está consciente do risco:

“Pode ser perigoso. Tens de confiar nas pessoas com as quais trabalhas. Neste espetáculo, o que me assustava era depender tanto dos outros.”

Uma das instalações mais populares é a “Waterfall Swing”, no Darling Harbour.
A empresa “Dash 7 Design”, com sede em Brooklyn, criou um conjunto de baloiços onde podemos balouçar-nos entre cortinas de água sem sair molhados.

No ano passado, o Festival de Sydney atraiu mais de 500 mil pessoas. Na edição deste ano os organizadores contam com um número semelhante de visitantes.