This content is not available in your region

Áustria: Acusado de pertencer ao Estado Islâmico declarou-se inocente

Access to the comments Comentários
De  Fernando Peneda  com Reuters
Áustria: Acusado de pertencer ao Estado Islâmico declarou-se inocente

<p>Um checheno de 30 anos que as autoridades austríacas acusam de lutar ao lado do autoproclamado Estado Islâmico, na Síria em 2013, começou esta quinta-feira a ser julgado e declarou-se inocente.</p> <p>A acusação alega que Magomed Z, de nacionalidade russa, foi treinado na Síria entre julho e dezembro de 2013, passando a lutar por aquela organização à qual enviou 800 dólares.</p> <p>“Farei o meu melhor para que tudo seja feito sem envolver emoções, sem diabolizar alguém ou alguma coisa e sem qualquer tipo de exagero”, afirmou o advogado de defesa, Wolfgang Blaschitz.</p> <p>Caso seja considerado culpado, o acusado incorre numa pena até 10 anos de prisão.</p> <p>A defesa alega que o Estado Islâmico foi formado no início de 2014, pelo que o seu cliente não podia estar a lutar pela organização em 2013.</p> <p>O Estado Islâmico, na sua atual forma, existe desde junho de 2014 mas a organização que o precedeu, o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, foi estabelecida em abril de 2013.</p>