Última hora

Última hora

A música na Ucrânia: uma trégua face ao ruído da guerra

Em leitura:

A música na Ucrânia: uma trégua face ao ruído da guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Em Donetsk, na Ucrânia, a arte funciona como um curto momento de trégua face à violência quotidiana da guerra. Na ópera da cidade o público pode ver

Em Donetsk, na Ucrânia, a arte funciona como um curto momento de trégua face à violência quotidiana da guerra.

Point of view

Pessoalmente, estou em estado de choque. Muitas pessoas têm fugido daqui. Não sabemos se a ópera vai fechar. Continuamos aqui, sem ajudas e sem salários. É muito difícil, mas, se não trabalharmos, nem cantarmos será o fim de tudo.

Na ópera da cidade o público pode ver atualmente a obra trágica “Eugene Onegin” composta por Tchaikovsky.

Devido ao conflito, são poucas as pessoas que assistem aos espetáculos.

Para os artistas, em palco não é fácil esquecer a tragédia que se desenrola na região.

O cantor Artyom Yaroshevich, tem 25 anos e diz-se em estado de choque: “Pessoalmente, estou em estado de choque. Muitas pessoas têm fugido daqui. Não sabemos se a ópera vai fechar. Continuamos aqui sem ajudas e sem salários. É muito difícil mas penso que se não trabalharmos, nem cantarmos será o fim de tudo, sublinha o jovem cantor.

Antes do conflito, a ópera fazia casa cheia mas atualmente sobram bilhetes. A direção programou os espetáculos para o início da tarde e apenas durante o fim de semana. Ao anoitecer a cidade fica vazia.

“Claro que é tudo muito estranho, a situação é perigosa. Mas, apesar de tudo, queremos dar um pouco de alegria às nossas vidas e guardar um espírito otimista. É por isso que assistimos aos espetáculos”, disse uma espetadora.

Tanto para o público como para os artistas, a música não é apenas um bálsamo para a alma, é também uma forma de esquecer, momentaneamente, os ruídos da guerra.