Última hora

Última hora

Ucrânia: guerra a contra-relógio na véspera de negociações

O exército ucraniano e os rebeldes separatistas tentam ganhar terreno, antes do início das negociações de Minsk. Longe da linha da frente dos

Em leitura:

Ucrânia: guerra a contra-relógio na véspera de negociações

Tamanho do texto Aa Aa

O exército ucraniano e os rebeldes separatistas tentam ganhar terreno, antes do início das negociações de Minsk.

Longe da linha da frente dos combates dos últimos dias, o edifício do comando militar ucraniano em Kramatorsk foi bombardeado esta terça-feira.

O ataque, com vários mísseis, ao antigo bastião dos separatistas atingiu também várias zonas residenciais, provocando pelo menos 15 mortos e 63 feridos, a maioria militares.

Em Debaltseve, entre as cidades de Donetsk e Lugansk, os rebeldes afirmam controlar duas novas povoações, próximas do nó ferroviário estratégico onde se concentram os combates dos últimos dez dias.

O exército ucraniano afirma controlar ainda a cidade, tendo lançado, em paralelo, uma contraofensiva, junto à fronteira com a Rússia para reforçar o controlo do porto de Mariupol.

No total, os confrontos provocaram 37 mortos nas últimas horas, quando a nova escalada do conflito provocou mais de 300 vítimas mortais desde o início do mês.