Última hora

Última hora

Estórias da Europa e do mundo que deram que falar

Itália: Um bebé sem pai Controvérsia em Itália: uma viúva de 50 anos, da cidade de Ferrara, foi autorizada pela justiça a engravidar com um embrião

Em leitura:

Estórias da Europa e do mundo que deram que falar

Tamanho do texto Aa Aa

Itália: Um bebé sem pai

Controvérsia em Itália: uma viúva de 50 anos, da cidade de Ferrara, foi autorizada pela justiça a engravidar com um embrião congelado. Em 1996 o casal iniciou um processo de reprodução assistida, durante o qual obteve oito embriões que foram entretanto congelados e guardados num hospital de Bolonha. Depois da doença e da morte do marido, em 2011, o hospital recusou o pedido da viúva para engravidar alegando que os dois elementos do casal deveriam estar vivos. A mulher recorreu aos tribunais e ganhou o processo em segunda instância. O caso desencadeou um debate ético que envolveu o Vaticano.

Brasil: Exorcismo policial

As autoridades brasileiras estão a investigar um caso de alegado exorcismo levado a cabo por agentes da Polícia Militar do estado de Goiás. Um vídeo de 9 minutos, colocado nas redes sociais, mostra dois elementos a imobilizar um rapaz enquanto um terceiro lhe segura a cabeça e grita repetidamente: “Sai em nome de Jesus”. No vídeo ouve-se também alguém a chamar pelo irmão do jovem e por um padre. O caso ocorreu em Goianira. As autoridades sublinham que a religião não faz parte da missão da polícia.


PM faz exorcismo durante abordagem em Goias par eduardorecchi —> ORIGINAL STORY

Escócia: Lançador de comida punido

O feitiço virou-se duas vezes contra o feiticeiro quando um adolescente decidiu lançar uma batata frita contra uma mulher. A “vítima” decidiu fazer justiça pelas próprias mãos e o “agressor” teve que ser resgatado por um segurança do restaurante de fast-food. Kieran Taylor, residente em Cumbernauld, publicou o vídeo no Vine mas acabou gozado pelos utilizadores da plataforma social.

—> ORIGINAL STORY

Grécia: Varoufakis cansado de conversas de estilo

O ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, encheu as manchetes dos jornais por causa do estilo da sua roupa. Esta semana fartou-se da conversa e respondeu no Twitter. Em causa o cachecol Burberry que Varoufakis usou durante a deslocação a Bruxelas para a reunião do eurogrupo. O ministro explicou que a dispendiosa peça de vestuário era uma prenda da mulher, oferecida há 12 anos.

França: Uma atriz de Estado

A polémica volta a estalar em França por causa dos amores do presidente François Hollande. Depois da publicação de fotografias do chefe de Estado a visitar, à paisana, o apartamento da atriz Julie Gayet, a revista Closer volta à carga. De acordo com a publicação cor de rosa, a comediante foi vista num veículo que pertence ao Estado e na companhia de um agente de segurança. Em causa está a utilização de dinheiro público para fins privados, uma vez que a relação entre o presidente e a atriz não é oficial.

http://www.lexpress.fr/styles/vip/hollande-gayet-elle-n-a-aucune-presence-officielle-il-faut-mettre-fin-a-l-hypocrisie_1651201.html
http://lci.tf1.fr/people/julie-gayet-escortee-aux-frais-de-l-etat-sapin-evoque-de-possibles-8563961.html