Última hora

Última hora

Ucrânia: Combates violentos antes do cessar-fogo

Continuam os violentos combates no leste da Ucrânia. Onze soldados morreram e mais de 40 ficaram feridos, na região de Donbass, nas últimas 24 horas

Em leitura:

Ucrânia: Combates violentos antes do cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam os violentos combates no leste da Ucrânia. Onze soldados morreram e mais de 40 ficaram feridos, na região de Donbass, nas últimas 24 horas, informou o exército ucraniano.

Os independentistas pró-russos avançam que, na zona de Luhansk, dois civis morreram e seis ficaram feridos.

As forças governamentais e os rebeldes pró-russos continuam a digladiar-se pelo controlo da região.

“Estão a decorrer combates em Logvinovo. Uma vila que os separatistas querem manter sob controlo. A estrada para Debaltseve está debaixo de fogo”, informa um militar.

As cidades de Donetsk, Debaltseve e Luhansk servem de palco aos mais violentos confrontos. As duas fações lutam para ganhar ou manter o controlo da região antes do início do cessar-fogo, previsto para as 00:00 horas de domingo, acordado em Minsk, na Bielorrússia.

O cenário de desolação e destruição tomaram conta do quotidiano, no leste da Ucrânia.

A população não esconde a dor e a revolta. “Camarada Presidente da Ucrânia, onde estão cessar-fogo? Decidiu arrasar Donbass antes de 15 de fevereiro por começar apenas no dia 15?”, questiona uma habitante de Donbass.

Devido ao escalar dos combates o presidente ucraniano, Petro Porochenko, afirmou, já, que não há garantias de que o cessar-fogo seja, de facto, cumprido.

Desde o início da guerra, há dez meses, já morreram mais de 5 500 pessoas.