Última hora

Última hora

CEO do HSBC pede desculpas no parlamento britânico

A Comissão de Finanças do parlamento britânico recebeu o CEO do HSBC, Stuart Gulliver e o ex-diretor financeiro, Douglas Flint, para ouvir todas as

Em leitura:

CEO do HSBC pede desculpas no parlamento britânico

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão de Finanças do parlamento britânico recebeu o CEO do HSBC, Stuart Gulliver e o ex-diretor financeiro, Douglas Flint, para ouvir todas as explicações sobre os últimos escândalos que envolvem o banco. Desde conta secreta de Gulliver em Hong Kong ao Swissleaks. Mais que explicações, o administrador do HSBC aproveitou o momento para mostrar arrependimento:

“Gostaria de pedir desculpas, publicamente, em meu nome e em nome do Douglas, pelos inaceitáveis eventos que ocorreram no nosso banco, na Suíça, em meados dos anos 2000. Quero pedir desculpas a todos, aos nossos clientes, aos nossos acionistas, a todo o público.
São práticas inaceitáveis e lamentamos tudo isto que só destrói a reputação do HSBC.”

E a lista escândalos protagonizados pelo HSBC é longa: entre elas manipulação do mercado de taxas de câmbio e de taxas de juros interbancárias; a venda fraudulenta de derivados sobre taxas de juros e de produtos de seguros aos particulares e às PME no Reino Unido. Já este ano foi divulgado o chamado Swissleaks: 100 mil clientes do banco ocultaram mais de 87 mil milhões de euros ao fisco de vários países europeus, entre os quais Portugal.