Última hora

Última hora

Yuja Wang, o prodígio que vem da China

Em leitura:

Yuja Wang, o prodígio que vem da China

Tamanho do texto Aa Aa

Da China para os grandes palcos do mundo, Yuja Wang encanta com uma interpretação fantástica do concerto número dois de Prokofiev.

No lindo cenário da Konzerthaus de Viena, acompanhada pela orquestra Tonhalle de Zurique e sob a batuta de Lionel Bringuier, o prodígio

Point of view

O concerto número dois significa muito para mim. Ouvi-o pela primeira vez quando tinha 14 anos. Lembro-me de ter ficado arrebatada pela intensidade emocional desta peça. Não há uma única nota que esteja a mais.

Yuja Wang deixou o público de boca aberta com esta execução do concerto número dois de Prokofiev.

“Penso que tenho uma afinidade com Prokofiev porque ele é muito sarcástico, um desafio à autoridade e eu adoro-o. Conheço o neto dele, que vive em Londres e é DJ e compositor”, diz a pianista.

“O concerto número dois significa muito para mim. Ouvi-o pela primeira vez quando tinha 14 anos. Lembro-me de ter ficado arrebatada pela intensidade emocional desta peça. Não há uma única nota que esteja a mais. Todas elas têm um significado. A peça representa uma psicologia conflituosa”.

“O que vejo na minha cabeça é uma bruxa envolta em fumo. Há muita cor, muito fogo de artifício. Mas o significado é negro. Diria mesmo que é fantasmagórico. Psicologicamente é muito potente, chega a ser perturbador, mas eu adoro”.

Nesta peça musical tão complexa, qual o movimento que intimida mais a pianista?

“Todos os movimentos! O que mais impressiona é toda a energia necessária para executar a peça, tanto fisicamente como mental e psicologicamente, porque não pára, do princípio ao fim”.

Além da música, Yuja Wang é viciada em moda e tem também outras grandes paixões. “Os amigos, sem dúvida, e a comida. Os chocolates”.

*“Se todos procuraramos a perfeição, o que não significa não falhar notas, porque não somos máquinas, mas sim um estado de êxtase, algo que mexe com as pessoas, o poder da música que arrebata o público, é disso que estamos à procura. Por isso estou sempre a apanhar aviões de manhã para tocar à noite. Também recebo muito em troca”.

Yuja Wang no Festspiele de Zurique

Yuja Wang vai, novamente, tocar com a orquestra Tonhalle no Festspiele de Zurique, de 24 a 26 de junho, com Gustavo Dudamel a dirigir.

Peças do recital:

Richard Wagner, Vorspiel und Liebestod, de “Tristão e Isolda”.

Richard Strauss, Tod und Verklärung op. 24

Piotr I. Tschaikovsky, Concerto para piano No. 1 em Si Menor.

Ligações:

Wikipedia – Concerto para piano número dois de Prokofiev

Wikipedia – Yuja Wang

Yuja Wang – site oficial

Artigo sobre Yuja Wang