Última hora

Última hora

Grécia: Tsipras fala de "um compromisso honesto" e pede o apoio da oposição

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, desafiou os partidos da oposição a apoiar a política do seu governo “para acabar a austeridade”. “No

Em leitura:

Grécia: Tsipras fala de "um compromisso honesto" e pede o apoio da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, desafiou os partidos da oposição a apoiar a política do seu governo “para acabar a austeridade”.

“No parlamento grego travou-se um duro combate entre o Governo e os partidos da oposição. Em debate estavam o acordo da Grécia com os seus credores e as reformas necessárias para resolver o problema de liquidez do país”, refere Akis Tatsis, da Euronews, em Atenas.

Tsipras afirmou que pretende “um compromisso honesto” com os credores do país, insistindo na renegociação da dívida, mas recusando todas as concessões que lhe são exigidas.

“O acordo de 20 de fevereiro leva à abertura de uma discussão sobre a necessidade da restruturação da dívida, porque, sem isso, a verdade é que não poderemos pagá-la”, afirmou o primeiro-ministro.

Ao mesmo tempo, Tsipras atacou os seus antecessores por terem deixado o país “à beira do abismo”. Em resposta, Antonis Samaras criticou as escolhas do governo do Syriza,

“Apoiaremos tudo o que evite o país de ir contra as rochas, mas vocês são o Governo de hoje e têm a responsabilidade. Façam um acordo e acabem com as mentiras. Se forem responsáveis, terão o nosso apoio.
Aceitam a responsabilidade? Sabem o que isso significa? Vocês são responsáveis perante o país”, afirmou o líder do Nova Democracia

No Parlamento Alexis Tsipras afirmou que apresentou às instituições credoras uma lista de reformas “reais”, entre as quais constam a luta contra o contrabando de tabaco e combustível, as fraudes no imposto sobre o valor acrescentado e o controlo dos depósitos bancários no estrangeiro.