Última hora

Última hora

Germanwings: 2.ª caixa negra encontrada e novas revelações sobre Lubitz

Despenhamento do avião pode ter sido não só intencional mas também premeditado pelo copiloto

Em leitura:

Germanwings: 2.ª caixa negra encontrada e novas revelações sobre Lubitz

Tamanho do texto Aa Aa

Quinta-feira foi dia de grandes avanços no inquérito sobre o despenhamento do avião da Germanwings: foi encontrada a segunda caixa negra do aparelho e foram isolados 150 perfis diferentes de ADN entre as mais de duas mil amostras recolhidas nos Alpes franceses.

Point of view

[A caixa negra] foi provavelmente submetida ao fogo (...) Mas o estado geral permite-nos esperar que seja utilizável - Brice Robin, procurador de Marselha

O que não significa que os restos mortais das 150 vítimas tenham sido identificados, avisou o procurador de Marselha.

Quanto à caixa negra, Brice Robin explicou ainda: “Foi provavelmente submetida ao fogo porque está toda negra [normalmente, as caixas negras são, na realidade, cor-de-laranja]. Mas o estado geral permite-nos esperar que seja utilizável. Como sabem, esta caixa deve conter cerca de 500 parâmetros gravados, entre os quais, a velocidade do avião, a altitude, o regime do motor e igualmente as ações dos pilotos nos comandos e os diferentes modos de pilotagem do avião.”

Do lado alemão, sabe-se agora que o copiloto Andreas Lubitz fez pesquisas, na internet, sobre o suicídio e sobre os procedimentos de segurança das portas do cockpit dos A320. O leva a crer que o despenhamento do aparelho tenha sido, não só, intencional mas também premeditado.