Última hora

Última hora

"O processo de Vivian Amsalem": a difícil condição das mulheres em Israel

Em leitura:

"O processo de Vivian Amsalem": a difícil condição das mulheres em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Dois realizadores israelitas, os irmãos Ronit e Shlomi Elkabetz, retratam com inteligência e simplicidade a difícil condição das mulheres em Israel

Dois realizadores israelitas, os irmãos Ronit e Shlomi Elkabetz, retratam com inteligência e simplicidade a difícil condição das mulheres em Israel. O filme « Gett, o processo de Vivian Amsalem » é um manifesto politico em forma de obra de arte.

Em Israel as mulheres só podem divorciar-se com a autorização do marido e o acordo dos rabinos. Ao fim de três anos de separação e face à recusa do marido em conceder-lhe a liberdade, Viviane Amsalem recorre ao tribunal rabínico.

Toda a ação do filme decorre no tribunal, num ambiente claustrofóbico. Os realizadores mostram o ponto de vista de cada personagem.

A batalha legal da protagonista vai durar cinco anos. O processo é absurdo. Apesar da tragédia, há alguns momentos cómicos.

Além de realizar o filme, Ronit Elkabetz, atriz israelita de origem marroquina, incarna também o papel de Viviane, numa interpretação difícil de esquecer.