Última hora

Última hora

Em leitura:

Bairro periférico de Roma aposta na arte de rua


le mag

Bairro periférico de Roma aposta na arte de rua

Vinte artistas de vários países foram convidados a pintar murais em onze edifícos em Marancia, um dos bairros mais pobres da periferia de Roma. As autoridades locais pretendem promover o turismo e embelezar o bairro.

Jerico, um dos novos nomes da arte de rua em Itália, é um dos artistas convidados a pintar um mural em Roma.

Queria criar algo mais calmo em relação aos meus trabalhos anteriores. Decidi recriar uma obra famosa de Michelangelo, com uma interpretação mais naturalista”, explicou Jerico.

Apesar da grande tradição italiana da arte mural, há poucos artistas de rua em Roma, relativamente a capitais como Berlim, Londres ou Paris.

A norte-americana Jessica Stewart escreveu um livro sobre o tema. “Se olharmos para a história da arte, temos grandes exemplos como Pompeia. A própria palavra grafiti vem de “graffito” uma palavra italiana.
Há muitos exemplos de grafiti antigo e murais na cidade. Na Renascença, todos os palácios tinham frescos, nós esquecemos isso. Houve uma grande ligação entre Roma e o grafiti e agora estamos a recuperar o tempo perdido”, frisou a autora de “ ‘Street Art Stories Rome’.

Para os residentes, é uma surpresa assistir à chegada de turistas. “Muita gente visita este bairro porque gosta dos murais. Ficam impressionados com o que vêem. Isto nunca tinha acontecido. As pessoas não vinham visitar este bairro. O bairro e as pessoas estão a renascer”, afirmou Claudio Ercoli, um residente de Marancia.

“A arte de rua é uma galeria a céu aberto. Neste sentido, é uma oportunidade para todos os artistas e para as pessoas que não estão habituadas a visitar museus e galerias. Trata-se também de uma oportunidade para conhecer obras de arte lindas e valiosas”, afirmou Valeria Colonnella, turista italiana.

Apesar da popularidade da iniciativa, a arte de rua é proibida em Itália. É preciso uma autorização prévia para poder realizar grafitis no espaço público.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Museu francês mostra pela primeira vez obras de Vélazquez

le mag

Museu francês mostra pela primeira vez obras de Vélazquez