Última hora

Última hora

Itália: Juiz, advogado e réu abatidos num tribunal de Milão

Está detido o homem que entrou num tribunal de Milão e matou três pessoas esta quinta-feira. O suspeito chama-se Claudio Giardello de 57 anos e

Em leitura:

Itália: Juiz, advogado e réu abatidos num tribunal de Milão

Tamanho do texto Aa Aa

Está detido o homem que entrou num tribunal de Milão e matou três pessoas esta quinta-feira.

O suspeito chama-se Claudio Giardello de 57 anos e enfrenta vários processos judiciais, incluindo um por falência fraudulenta.

Esta manhã, o homem assistia a uma audiência em que participava um antigo advogado seu e abateu-o, bem como um coacusado. Seguiu depois para outra sala e matou um juiz.

Há igualmente testemunhas de que foi prestada assistência a uma outra pessoa, mas a quarta morte, divulgada ao início da tarde, não foi confirmada pelas autoridades.

Um advogado, testemunha, afirma ter visto “um colega, de fato e gravata, com uma mala, a receber assistência médica. Uma ambulância chegou 20 minutos depois e levou-o”, garantiu Giovanni Caracciolo.

Não se sabe se havia alguma ligação do atirador com o juiz assassinado, Fernando Ciampi.

Após o ataque, o homem armado escondeu-se no edifício durante cerca de uma hora. Depois escapou numa mota.

Foi intercetado pelas autoridades numa localidade a cerca de 30 quilómetros do local do crime.

O ministro do Interior, Angelino Alfano, reagiu. Afirmou que” foi algo muito mau e inaceitável, um evento que aconteceu uma vez no passado e que era suposto nunca mais acontecer”.

Pensa-se que o assassino evitou o detetor de metais do tribunal ao entrar pela zona reservada aos magistrados.