Última hora

Última hora

Terceira edição da bienal de Arte Urbana na Siderurgia de Völkilingen

Em leitura:

Terceira edição da bienal de Arte Urbana na Siderurgia de Völkilingen

Tamanho do texto Aa Aa

A terceira edição da bienal de Arte Urbana, na Alemanha, apresenta obras de 80 artistas mundiais.

A terceira edição da bienal de Arte Urbana, na Alemanha, apresenta as obras de 80 artistas de 23 países. A exposição ocupa um espaço de dez mil metros quadrados numa antiga fábrica que se tornou património mundial da Unesco.

O comissário da exposição sublinha que a bienal é uma ocasião para conhecer as últimas tendências de uma forma de arte que passou recentemente das ruas para os museus.

“A arte de rua invadiu as ruas no interior das cidades no final do século passado. Graças a um poder irreprimível conseguiu estabelecer-se, apesar do espaço ocupado pela publidade e por todos os elementos da vida urbana. E agora chega aos museus. Mesmo num espaço interior as obras continuam a ser muito poderosas. A arte urbana precisa do ambiente urbano e precisa desse poder que a impele”, afirmou Meinrad Maria Grewenig, comissário da exposição.

A Siderurgia de Völkilingen construída no final do século XIX foi um das maiores fábricas da Europa e chegou a ter 17 mil operários no final da segunda guerra mundial. Hoje é um dos espaços mais apreciados no universo da arte urbana. “É um museu fantástico. O arquiteto conjugou todos os elementos, a parte metálica e o cimento. É uma forma de arte. Tenho muito orgulho em expor aqui as minhas obras, é fantástico, tenho a sensação de estar a criar algo lindo ao colocar as obras aqui”, contou Sen2 Figueroa, um artista de Porto Rico que trabalha em Nova Iorque.

A artista egípcia Hanaa el Degham, que vive atualmente em Berlim, expôs um obra intitulada “O regresso do espírito egípcio. Ainda não foi realizado!”.

A bienal de arte urbana pode ser visitada na Siderurgia Völklingen, na Alemanha, até novembro.