Última hora

Última hora

Mayweather vs. Pacquiao: O combate do século que vale mil milhões

Floyd Mayweather e Manny Pacquiao já estão em Las Vegas, nos Estados Unidos, para o combate de boxe do século ou, no mínimo, o combate dos mil

Em leitura:

Mayweather vs. Pacquiao: O combate do século que vale mil milhões

Tamanho do texto Aa Aa

Floyd Mayweather e Manny Pacquiao já estão em Las Vegas, nos Estados Unidos, para o combate de boxe do século ou, no mínimo, o combate dos mil milhões de dólares.

O norte-americano de 38 anos e o filipino de 36 vão enfrentar-se pela primeira vez e as bolsas de apostas colocam o mais velho como favorito. Invencível “há 19 anos e 47 combates”, como o próprio sublinhou, Mayweather garante que é “o mais esperto” dos dois e descreve o rival como “imprudente.”

Pacquiao, por seu turno, garante não estar nervoso, mas sim “excitado”. “Tenho algo a prova. Gosto de ser o menos favorito porque o meu instinto matador foca-se nisso”, disse o filipino.

O combate, dizem os “contabilistas” do desporto, vai movimentar cerca de 1.000 milhões de dólares (915 milhões de euros). Os dois pugilistas deverão repartir um “bolo” de 300 milhões de dólares (275 milhões de euros), com a maior fatia a cair para o norte-americano, já eleito pela revista Forbes como o desportista mais bem pago do Mundo em 2014 (105 milhões de dólares), à frente de Cristiano Ronaldo.

A bilheteira vale cerca de 40 milhões de dólares (36,6 milhões de euros) — um recorde. Os ingressos disponibilizados para ver ao vivo o “combate do século”, na MGM Grand Garden Arena, foram apenas mil e valiam entre 1.500 e 7.500 dólares (1.370 a 6.870 euros). Voaram em menos de 2 minutos. Os restantes 15.500 lugares serão divididos entre convidados de ambos os pugilistas e patrocinadores.

Os direitos televisivos, estima-se, podem atingir os 250 milhões de dólares (228 milhões de euros). Cada espetador que queira assistir ao combate a partir de casa terá de pagar, em regime “pay-per-view”, cerca de 82 euros. Até o árbitro, o norte-americano Kenny Bayless, de 64 anos, será o mais bem pago de sempre: 23 mil euros, por um único combate. É, de facto, muito dinheiro a mudar de mãos.

“Não se trata apenas de fazer dinheiro, mas retribuir. Estamos a tentar fazer a diferença.
É claro que eu ganho muito dinheiro, mas eu também gosto de dar. Em primeiro, claro, aos cidadãos americanos”, afimrou Mayweather, na extravagenate apresentação realizada terça-feira na MGM Grand Arena, de Las Vegas.

Com um recorde de 47 combates e zero derrotas, Mayweather enfrente Pacquiao, o pugilista campeão do mundo em mais categorias diferentes, oito. Em jogo, vão estar os títulos unificados da WBA, WBC e WBO. O combate começou a ser preparado em 2009, mas, por diversas razões, só agora vai chegar de facto ao ringue. O sino vai escutar-se já este sábado. Em jogo, está ainda um bolo de 18,4 milhões de euros, com 9,4 milhões para o vencedor e 9 milhões para o derrotado.