Última hora

Última hora

Nigéria transfere reféns de Boko Haram para campo de refugiados

As forças nigerianas divulgaram imagens do que dizem tratar-se de uma operação na floresta de Sambisa, no nordeste do país, que permitiu libertar

Em leitura:

Nigéria transfere reféns de Boko Haram para campo de refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

As forças nigerianas divulgaram imagens do que dizem tratar-se de uma operação na floresta de Sambisa, no nordeste do país, que permitiu libertar centenas de mulheres e crianças sequestradas pelos extremistas do Boko Haram.

As autoridades da Nigéria anunciaram ter resgatado, durante a última semana, cerca de 700 reféns.

Este domingo, perto de 300 mulheres e crianças libertadas pelos militares foram transferidas para o campo de refugiados de Yola, no Estado de Adamawa.

Uma das mulheres explica que foi sequestrada “para ser casada com um comandante [do Boko Haram]. Quando perceberam que estava grávida, disseram que era de um infiel e mataram o marido. Disseram que casaria com o comandante depois de dar à luz, mas isso aconteceu na noite antes de ser resgatada pelos soldados”.

No campo de Yola, a Agência Nacional de Gestão de Emergências (NEMA) identifica as vítimas do Boko Haram e providencia alimentos e outros bens de primeira necessidade, para além de acompanhamento psicológico.

O doutor Muhammad Amin Suleiman explica que “mesmo aqueles que conseguem fugir pelos seus próprios meios, sofrem efeitos psicológicos, já para não falar nos que estiveram em cativeiro durante meses e que se encontram em terríveis condições”.

Segundo a Amnistia Internacional, o Boko Haram sequestrou cerca de duas mil mulheres e raparigas desde o início de 2014, na maior parte dos casos para servirem como escravas sexuais, efetuar trabalhos forçados ou ser utilizadas como escudos humanos.