Última hora

Última hora

Cameron anuncia novo executivo e atribui a George Osborne cargo de Primeiro Secretário de Estado

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, já anunciou a formação de um governo de maioria conservadora. Para já apenas quatro nomes foram

Em leitura:

Cameron anuncia novo executivo e atribui a George Osborne cargo de Primeiro Secretário de Estado

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, já anunciou a formação de um governo de maioria conservadora.

Point of view

"A Grã-Bretanha sempre defendeu que queria alterar os Tratados, que querem negociar com os parceiros europeus várias alterações. Agora isso terá que ser definido em detalhe" - Marco Incerti, Centro de Estudos de Política Europeia

Para já apenas quatro nomes foram confirmados no novo executivo, todos eles transitados do anterior governo.

George Osborne mantém o cargo de ministro das Finanças, cargo que acumula agora com o de Primeiro Secretário de Estado, uma espécie de vice primeiro-ministro.

Theresa May mantém-se como Ministra do Interior. O mesmo acontece com Philip Hammond nos Negócios Estrangeiros e Michael Fallon na Defesa.

Escassas horas após saber os resultados, Cameron dirigiu-se ao palácio de Buckingham para anunciar à Rainha a formação de um novo governo de maioria conservadora.

“Tenho orgulho em ter dirigido o primeiro governo de coligação em 70 anos e quero agradecer a todos os que fizeram deste governo um sucesso, em particular Nick Clegg. Ed Miliband telefonou-me esta manhã para me desejar sorte no novo governo. Foi um gesto típico de alguém que se dedica ao serviço público pelas razões corretas”, disse Cameron em Downing Street após o tradicional encontro com a Rainha Isabel II.

Apesar de nenhuma sondagem ter previsto este resultado, a maioria absoluta obtida pelos Conservadores abre agora as portas ao referendo sobre a Europa prometido por Cameron para 2017.

“Dado o carácter inesperado desta maioria, Cameron poderá querer adiantar o referendo. Acima de tudo, ele agora terá que definir o que é que de facto pretende. A Grã-Bretanha sempre defendeu que queria alterar os Tratados, que querem negociar com os parceiros europeus várias alterações. Agora isso terá que ser definido em detalhe” afirma Marco Incerti do Centro de Estudos de Política Europeia.

Para já, é certo que Cameron ganhou a confiança dos britânicos por mais cinco anos. Os desafios contudo começam já a tomar forma…