Última hora

Última hora

[Atualizado] Nepal: Sismo de 7.3 atinge a Índia e faz 82 mortos

A terra voltou a tremer terça-feira. O português Pedro Queirós reportou o abalo meia hora depois desde Katmandu

Em leitura:

[Atualizado] Nepal: Sismo de 7.3 atinge a Índia e faz 82 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Um sismo de 7.3 na escala de Richter que voltou a lançar o pânico terça-feira no Nepal, 17 dias após um outro de 7.8, que fez mais de 8100 mortos. O balanço de vítimas desta última catástrofe continua a agravar-se. De acordo com o ministro do Interior do Nepal, o balanço na sequência do abalo de terça-feira já chegou aos 65 mortos e mais de 1000 feridos.

Na índia, também o ministro do Interior avançou a morte de pelo menos 17 pessoas, 16 delas no Estado de Bihar, no norte do país, junto à fronteira com o Nepal, às quais se juntam quase 80 feridos. A agência de notícias asiática, ANI, cita o ministro-chefe de Bihar, Nitish Kumar, lembrando que a região preparou equipas especiais por causa do sismo de 25 de abril que estzão agora a avaliar o impacto do abalo desta terça-feira.

Desta feita, o forte tremor de terra ocorreu por volta das 12h50, em Katmandu — 08h05 manhã em Lisboa. O sismo foi, inclusive, sentido em Nova Deli, capital da Índia, cerca de 800 quilómetros a ocidente da capital nepalesa.


De acordo com a agência geológica norte-americana, o epicentro localizou-se em Namche Bazar, cerca de 83 quilómetros a nordeste da capital nepalesa e a 15 quilómetros de profundidade, nas encostas de Namche Bazar, próximo do campo de base do Monte Evereste.

A agência geológica norte-americana referiu a ocorrência de pelo menos três réplicas cerca de meia hora depois. A mais forte atingiu a escala de 6.3, enquanto as outras duas se fixaram nos 5.6 e 5.3. Três grandes deslizamentos de terra foram também reportados no Nepal.

Ao todo, terão ocorrido desde o forte e trágico abalo de 25 de abril mais de 200 réplicas acima da magnitude 4 na escala de Richter, 36 delas nas 24 horas seguintes ao sismo de 7.3 desta terça-feira.



O português Pedro Queirós está em Katmandu com o amigo Lourenço dos Santos desde o trágico sismo de 25 de abril. Pouco depois das 08h30 da manhã, em Lisboa, Pedro reportou pelo Facebook a ocorrência deste novo tremor de terra às 08h47, hora de Lisboa (13h32, em Catmandu) — tinham acabado de sentir-se as réplicas.

@Katmandu, Nepal.A terra tremeu de novo durante algum tempo. A BBC está a falar em 7.4. Estamos bem e seguros no Hotel…

Posted by Pedro Queirós on Terça-feira, 12 de Maio de 2015

"We dived under tables in the UNICEF building as it rocked from side to side. The shaking seemed to go on and on. We got…

Posted by UNICEF Nepal on Terça-feira, 12 de Maio de 2015