This content is not available in your region

Interpol corta com a FIFA

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Interpol corta com a FIFA

<p>A Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) anunciou esta sexta-feira a decisão de <a href="http://www.interpol.int/en/News-and-media/News/2015/N2015-080">suspender a parceria com a <span class="caps">FIFA</span></a> e congelar apoios no valor de 20 milhões de euros que recebia da organização.</p> <p>A contribuição financeira da <span class="caps">FIFA</span> destinava-se a apoiar o programa sobre <a href="http://www.interpol.int/Crime-areas/Integrity-in-Sport/Integrity-in-sport">Integridade no Desporto</a>, lançado em 2011.</p> <p>O secretário-geral da Interpol, Jürgen Stock, explicou que todos os colaboradores exteriores, públicos ou privados, devem partilhar os princípios fundamentais da organização. </p> <p>A <span class="caps">FIFA</span> reagiu à decisão, declarando estar “dececionada” pela decisão “unilateral” da Interpol. A instituição garante que de mantém fiel a “esta importante colaboração” e que tudo fará para que a mesma seja “reactivada o mais rápido possível”. </p> <p>“O sucesso e a importância deste programa não podem ser subestimados. A nossa cooperação durante os últimos quatro anos foi fundamental no combate contra o problema transnacional da manipulação de recultados dos jogos”, afirma a instância que rege o futebol mundial num comunicado.</p> <p>Também o Vaticano cortou com a <span class="caps">FIFA</span>.<br /> Na quinta-feira, foi anunciado em Buenos Aires, que o programa educativo <a href="http://www.scholasoccurrentes.org/">Escolas Improvisadas</a>, fundado pelo Papa Francisco, renunciou também às centenas de milhares de dólares que era previsto receber da Copa América, cuja 44a. edição vem de começar no Chile.</p>