Última hora

Última hora

Ucrânia, Estado Islâmico e imigração nos 10 anos da GlobSec

Estado Islâmico, crise ucraniana e imigração foram os grandes temas do fecho da conferência internacional sobre segurança, GlobSec, que terminou este

Em leitura:

Ucrânia, Estado Islâmico e imigração nos 10 anos da GlobSec

Tamanho do texto Aa Aa

Estado Islâmico, crise ucraniana e imigração foram os grandes temas do fecho da conferência internacional sobre segurança, GlobSec, que terminou este domingo na capital da Eslováquia.

A conferência de Bratislava celebrou este ano o décimo aniversário.

O diretor da Comissão Atlântica Eslovaca e fundador da GlobSec, Róbert Vass, frisa que “ a Europa enfrenta desafios de segurança sem precedentes, em várias frentes: não só a estabilidade da Ucrânia, que foi seriamente afetada, como as tensões com a Rússia, que vão provavelmente definir relações durante a próxima década, ou a grande vaga de imigração proveniente do norte de África”.

A problemática do número crescente de deslocados face ao avanço dos extremistas do Estado Islâmico no Iraque e na Síria foi um dos pontos da agenda.

O chefe da diplomacia do governo da região autónoma do Curdistão iraquiano, Falah Mustafa Bakir, diz que os refugiados “precisam de abrigos, comida, cuidados médicos e educação. Ajudá-los é um desafio e […] a comunidade internacional precisa de colaborar para que eles possam ter uma esperança decente de um futuro melhor”.

O encontro de Bratislava contou este ano com mais de mil participantes de setenta países, incluíndo vários chefes de Estado e de governo europeus.

Na sexta-feira, a conferência coincidiu com a cimeira do grupo de Visegrado, também na capital eslovaca, que contou nomeadamente com o presidente francês, François Hollande.