Última hora

Última hora

Força de Intervenção Rápida a postos no flanco oriental da NATO

Primeiro exercício militar da nova força de reação rápida da NATO: 200 mil soldados e mais de 200 blindados foram transferidos para a Polónia, em

Em leitura:

Força de Intervenção Rápida a postos no flanco oriental da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro exercício militar da nova força de reação rápida da NATO: 200 mil soldados e mais de 200 blindados foram transferidos para a Polónia, em apenas quatro dias, para as manobras efetuadas entre 9 e 19 de junho. as suas forças.

Também está previsto Portugal ser “nação hospedeira” de “um exercício militar de grande visibilidade”, o “Trident Juncture”, organizado em conjunto com Espanha e Itália, ainda este ano.

Jens Stoltenberg., secretário-geral da NATO:

- Precisamos de estar prontos, de ter forças preparadas e decisores que respondam às ameaças, aos desafios, com um mínimo tempo de alerta.

A NATO é integrada por 13 mil soldados; a força de reação rápida da NATO vai contar com 30 mil, ou mesmo 40 mil efetivos.

Uma brigada terrestre, com 5000 soldados, vai estar operacional em 48 horas, com apoio e, sera operationelle en 48 heures, avec soutien aerien, maritime et des forces spéciales.

Estes 5000 soldados podem ser destacados para os seis centros de comando com 50 oficiais cada um, distribuidos ao logo do flanco oriental da NATO.

Entretanto, a tensão sobe em relação à Rússia, que aumentou bastante as despesas militares nos últimos dez anos.

Jens Stoltenberg., secretário-geral da NATO: – A NATO espera uma queda neste investimento de 1,5% em 2015. Por isso é necessário aumentá-lo para enfrentar os desafios com a nossa segurança, que aumentaram.

O objetivo da NATO é encorajar os 28 membros da NATO a contrubuir com mais 2% do seu PIB na Defesa, durante a próxima década.

Em 2014, apenas quatro países, os Estados Unidos, o Reino Unido, a Estónia e a Grécia atingiram essa percentagem.
Em 2015 la Polónia deve conseguir.

Um outro problema da NATO para melhorar o poder de reação defensiva a capacidade para decidir rapidamente, tomar decisões políticas para destacar as forças.

A aprovação dos 28 membros é obrigatória, e a reprovação de um só membro pode impedir toda a ação militar da Aliança. A constituição da Alemanha, por exemplo, exige a aprovação do parlamento para destaçar as tropas.