Última hora

Última hora

Tunísia: Presidente declara "estado de emergência"

O presidente da Tunísia decretou o estado de emergência no país. A decisão foi tomada uma semana depois do atentado terrorista que matou 38 pessoas

Em leitura:

Tunísia: Presidente declara "estado de emergência"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Tunísia decretou o estado de emergência no país. A decisão foi tomada uma semana depois do atentado terrorista que matou 38 pessoas, a dia 26 de junho.
Com a declaração do “estado de emergência”, a polícia e o exército ganham poderes especiais.

Recorde-se que o país africano foi alvo de dois atentados terroristas: no primeiro, 21 pessoas morreram no ataque ao Museu Bardo, em Tunes. O segundo, a um hotel em Port El Kantaoui, perto de Sousse, que causou 38 mortes, entre elas uma portuguesa.

Na passada quinta-feira, as autoridades tunisinas detiveram oito pessoas que estarão “diretamente implicadas na execução” do atentado ao hotel.
Logo após o ataque, o governo tunisino prometeu aumentar a segurança em hotéis, praias e atrações turísticas.
Mais de 1.300 agentes de segurança armados passaram a patrulhar estas zonas.