Última hora

Última hora

Ucrânia tenta pôr fim a "rebelião" de extrema-direita a oeste

A Ucrânia tenta pôr fim a uma nova rebelião, desta feita a oeste, depois dos confrontos de domingo entre soldados do exército e membros de uma

Em leitura:

Ucrânia tenta pôr fim a "rebelião" de extrema-direita a oeste

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia tenta pôr fim a uma nova rebelião, desta feita a oeste, depois dos confrontos de domingo entre soldados do exército e membros de uma milícia de extrema direita, junto à fronteira com a Hungria.

O presidente Petro Poroshenko ordenou ontem o desarmamento do grupo armado ligado ao partido radical “Pravi Sektor” (Setor de Direita), depois dos soldados terem morto três combatentes no domingo na localidade de Mukatcheve.

“Este grupo descredibiliza os verdadeiros patriotas ucranianos. Não quero que nenhuma força política neste país tenha células armadas”.

Os combatentes do grupo, que tinha participado no derrube do regime do anterior presidente pró-russo, afirmam estar a lutar contra o contrabando que alimenta vários oligarcas locais.

Kiev acusa o grupo de querer controlar as atividades ilegais na zona enquanto tenta pôr fim à rebelião que levou já os países vizinhos a reforçar a segurança nas fronteiras.