Última hora

Última hora

Imigração: Reforço policial não garante luz ao fundo do eurotunnel

Mais de uma centena de migrantes de origem africana voltaram a tentar introduzir-se no túnel do canal da Mancha, esta noite, depois de França ter

Em leitura:

Imigração: Reforço policial não garante luz ao fundo do eurotunnel

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de uma centena de migrantes de origem africana voltaram a tentar introduzir-se no túnel do canal da Mancha, esta noite, depois de França ter anunciado o reforço da segurança na instalação.

Cerca de 120 polícias franceses foram mobilizados para conter a vaga de clandestinos que desde há vários dias tenta penetrar no túnel, afetando o tráfego.

Desde junho que nove imigrantes faleceram ao tentar atingir o Reino Unido quando se registam diariamente entre 100 (segundo as associações de defesa dos imigrantes) e 2.000 (segundo a empresa eurotunnel) tentativas de intrusão.

A mais recente vítima, de origem sudanesa, morreu esta quarta-feira depois de ter sido atropelada quando tentava subir a um camião.

Um refugiado afegão reconhece, “corremos o risco de morrer a cada dia que passa. Peço à comunidade internacional, em especial ao Reino Unido para que aceite ou rejeite estas pessoas”.

Um jovem egípcio encontra-se hospitalizado em estado grave depois de ter sido eletrocutado numa estação de Paris quando tentava esconder-se num comboio eurostar com destino a Londres.

A ministra do Interior britânica convocou esta quarta-feira uma reunião de emergência para analisar a situação, quando Londres e Paris acordaram já acelerar o repatriamento dos migrantes.