Última hora

Última hora

Investigadores e fragmento de avião que deu à costa na Ilha da Reunião já estão a caminho de França

Investigadores da Malásia já se encontram a caminho de França onde está prevista para este sábado a chegada do fragmento de avião encontrado no

Em leitura:

Investigadores e fragmento de avião que deu à costa na Ilha da Reunião já estão a caminho de França

Tamanho do texto Aa Aa

Investigadores da Malásia já se encontram a caminho de França onde está prevista para este sábado a chegada do fragmento de avião encontrado no território francês da Ilha da Reunião.

Investigações preliminares sugerem que se trata de um estabilizador do mesmo tipo daquele utilizado na cauda de aviões como o Boeing 777 desaparecido no Oceano Índico no ano passado.

“Estamos a caminho, sou eu que chefio a equipa que vai a Toulouse para verificar se o fragmento encontrado vem de um Boeing 777 ou mesmo do MH370”, afirmou Azharuddin Abdul Rahman, diretor-geral da Autoridade para a Aviação Civil da Malásia.

O aparelho das Linhas áreas da Malásia seguia em direção a Pequim quando desapareceu com 239 passageiros e tripulação a bordo despoletando uma das maiores operações de busca jamais organizada.

O anúncio da descoberta do fragmento suscitou reações entre os familiares das vítimas.

“Quando ouvi estas notícias reunimo-nos e discutimos tudo em conjunto. Todos pensam que não há razão para acreditar nisto. Mesmo que se descubra que o fragmento pertence ao voo MH370 não há forma de provar que os nossos familiares estavam lá dentro”, adiantou o filho de Jiang Hui, desaparecido no voo MH370.

O fragmento de asa que deu à costa esta semana na Ilha da Reunião será examinado num laboratório especializado que se encontra na cidade francesa de Toulouse. Juntamente com este fragmento foi ainda encontrada uma peça de bagagem que será igualmente sujeita a investigação.