Última hora

Última hora

Venezuela: Ceballos em prisão domiciliária ao fim de 17 meses de cárcere

O opositor venezuelano, Daniel Ceballos, deixou a prisão ao fim de ano e meio. O antigo presidente da Câmara de San Cristobal permanece no entanto em

Em leitura:

Venezuela: Ceballos em prisão domiciliária ao fim de 17 meses de cárcere

Tamanho do texto Aa Aa

O opositor venezuelano, Daniel Ceballos, deixou a prisão ao fim de ano e meio. O antigo presidente da Câmara de San Cristobal permanece no entanto em detenção domicilária num apartamento de Caracas. A decisão da justiça venezuelana foi, oficialmente, motivada por razões de saúde. A mulher de Ceballos está, contudo, indignada e afirma que não tem nada que agradecer ao governo, uma vez que “apenas fizeram o que deviam ter feito desde o primeiro dia”.

Ceballos foi detido em março de 2014 por não acatar uma sentença do supremo tribunal que o obrigava a impedir os manifestantes da oposição de levantar barricadas durante os protestos antigovernamentais que agitaram o país. Nos calabouços do regime venezuelano encontram-se mais de cinquenta opositores, como Leopoldo Lopez que, juntamente com Ceballos, levou a cabo uma greve de fome de vinte dias, há dois meses

O país enfrenta uma situação de escassez de bens essenciais. O descontentamento pode beneficiar a oposição nas eleições de 6 de dezembro apesar dos obstáculos criados pelo governo aos seus adversários políticos.