Última hora

Última hora

Migração: Merkel e Hollande juntos na defesa da partilha de responsabilidades

Numa altura em que a crise migratória assume proporções nunca antes vistas a chanceler alemã e o Presidente francês estiveram reunidos, esta

Em leitura:

Migração: Merkel e Hollande juntos na defesa da partilha de responsabilidades

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que a crise migratória assume proporções nunca antes vistas a chanceler alemã e o Presidente francês estiveram reunidos, esta segunda-feira, em Berlim.

Um encontro que acontece depois de um fim de semana de violência na Alemanha. Mais de 30 polícias ficaram feridos em confrontos com militantes da extrema-direita e neonazis, em Heidenau, perto de Dresden.

Na conferência de imprensa que se seguiu ao encontro Angela Merkel condenou, uma vez mais, os incidentes:

“Houve uma atmosfera de agressividade e xenofobia que não é aceitável. É repulsiva a forma que extremistas da direita e neonazis usaram para fazer passar a sua mensagem. Mas pior é a forma como famílias, com crianças, simpatizam e apoiam estas situações.”

E foi também de migração que se falou no encontro entre Merkel e Hollande, ambos pretendem uma ação concertada na União Europeia mas com responsabilidades partilhadas, com explicou François Hollande:

“É uma responsabilidade que não pode ser de um país, em particular, mas que diz respeito a toda a Europa. Nós vemos as tensões que isto provoca e eu faço minhas as palavras de Angela Merkel, no que diz respeito ao que se passou no seu país, e que fere as nossas consciências.”

Entre os 28 a Alemanha é um dos países com mais pedidos de asilo.
Segundo o vice-chanceler alemão este ano, o número de pedidos, deverá superar os 800 mil, o que Sigmar Gabriel considera “o maior desafio para a Alemanha desde a reunificação”.