Última hora

Última hora

"O povo tem de encetar uma revolução no Líbano"

Os protestos ecoam no Líbano há mais de um mês. Mas o governo veio agora anunciar um acordo de gestão de resíduos para colocar um ponto final num

Em leitura:

"O povo tem de encetar uma revolução no Líbano"

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos ecoam no Líbano há mais de um mês. Mas o governo veio agora anunciar um acordo de gestão de resíduos para colocar um ponto final num problema que tem revoltado o país: a paralisação da recolha do lixo. No entanto, os manifestantes garantem que essa questão é apenas a ponta do icebergue. O Líbano está sem presidente há mais de um ano, o executivo encontra-se profundamente dividido e os serviços públicos parecem não funcionar.

Uma manifestante afirmava que “o povo tem de encetar uma verdadeira revolução, do princípio ao fim. Toda a gente está farta do governo, dos políticos, dos líderes que mais parecem ditadores com as suas tribos e grupos sectários.

O encerramento da maior lixeira do país desencadeou uma onda de protestos em julho nos quais se denuncia também o abastecimento deficitário de água e electricidade à população.