Última hora

Em leitura:

Liga Portuguesa, J4: Sporting e Porto de mãos dadas na frente, Benfica goleia e segue a um ponto


Desporto

Liga Portuguesa, J4: Sporting e Porto de mãos dadas na frente, Benfica goleia e segue a um ponto

Nenhum dos grandes escorregou na quarta jornada da Liga Portuguesa. Na Luz, o Benfica arrasou o Belenenses na primeira derrota de Sá Pinto. Em Arouca, Corona teve uma estreia de sonho pelo Porto e, em Vila do Conde, o Sporting não sentiu grandes dificuldades para conquistar os três pontos.


Sporting e FC Porto seguem de mãos dadas no comando da Liga Portuguesa depois de terem ambos conquistado os três pontos for a de portas na quarta jornada. Para trás ficou o Arouca, que sofreu a primeira derrota na receção aos azuis e brancos. Já o Benfica alcançou a goleada do campeonato até ao momento no dérbi frente ao Belenenses.

Final do jogo! O Sporting traz os 3 pontos de Vila do Conde, após uma vitória frente ao Rio Ave, e mantém a liderança da Primeira Liga. #DiaDeSporting #TuVaisVencer

Posted by Sporting Clube de Portugal on Sunday, 13 September 2015

Em Vila do Conde, o Sporting não sentiu grandes dificuldades para alcançar a vitória. É verdade que a equipa continua bem distante da nota artística de que Jorge Jesus tanto gosta mas os campeonatos ganham-se com pragmatismo e eficácia, e isso parece não faltar para os lados de Alvalade.

A equipa leonina construiu o triunfo no primeiro tempo. Adrien (com o quarto penálti em quatro jogos para o Sporting) e Slimani, aproveitando um brinde de Cássio, marcaram nas únicas ocasiões de golo dignas desse nome que os leões tiveram no primeiro tempo. Pelo meio, Zeegelaar ainda tirou a tinta ao poste da baliza de Rui Patrício.

O Rio Ave nunca baixou os braços. A velocidade dos três elementos da frente causou bastantes dores de cabeça à defesa leonina mas ficou sempre a faltar qualquer coisa no último terço.

Os vila-condenses ainda reduziram, é certo, mas ficou a sensação que só com um golpe de sorte poderiam chegar à igualdade. Esse golpe nunca apareceu.

Ficha de jogo

Estádio dos Arcos, Vila do Conde (6.685 espetadores)
Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)

Rio Ave: Cássio, Lionn, Aníbal, Vilas Boas (Nélson Monte, 57') e Edimar, Wakaso, Pedro Moreira e Bressan (Kayembe, 46'), Ukra, Yazalde e Zeegelaar (José Pedro, 82')
Treinador: Pedro Martins

Sporting: Rui Patrício; Esgaio, Naldo, Paulo Oliveira e Jefferson; Carrillo (João Pereira, 90'), Adrien Silva, Aquilani e Bryan Ruiz (João Mário, 60'); Teo Gutiérrez (Mané, 77') e Slimani
Treinador: Jorge Jesus

Golos: Adrien (10' gp); Slimani (39') e Yazalde (69')

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Carrillo (37'), Teo Gutiérrez (45'), Naldo (51'), Pedro Moreira (79') e Wakaso (85')



Estreia de sonho


Desde Pena que não se via nada assim para os lados do Porto. Jesús Corona chegou, jogou e bisou no primeiro encontro com a camisola azul e branca. A equipa de Lopetegui venceu categoricamente em Arouca por 3-1 e o extremo mexicano foi o grande destaque da partida.

O técnico revolucionou o meio campo com as entradas de Rúben Neves e André André e os dois portugueses corresponderam em pleno, dominando por completo as operações. O triunfo começou a ser construído aos 15 minutos por Corona depois de uma assistência de calcanhar de Aboubakar.


Até ao descanso, a equipa da casa ainda equilibrou as operações mas nunca encontrou argumentos para incomodar Casillas. No segundo tempo a qualidade individual e coletiva do Porto chegou e sobrou para construir um resultado tranquilo.

Mesmo trocando várias peças no onze (Varela, por exemplo, passou de titular a não convocado), a equipa de Lopetegui tem revelado uma solidez notável, suficiente para vencer a esmagadora maioria dos encontros da Liga Portuguesa. O clássico do próximo fim de semana, frente ao Benfica, promete.




Ficha de jogo

Estádio Municipal de Arouca (cerca de 5.000 espetadores)
Árbitro: João Capela (Lisboa)

Arouca: Bracalli, Jaílson (Maurides, 61'), Velazquez, Hugo Basto, Lucas Lima, Nuno Coelho, Nuno Valente, David Simão (Nildo, 73'), Artur, Zequinha (Leandro, 55') e Roberto
Treinador: Lito Vidigal

FC Porto: Iker Casillas, Maxi, Maicon, Marcano, Layún, Rúben Neves, André André, Imbula (Herrera, 70'), Corona (Bueno, 87'), Brahimi (Danilo, 55') e Aboubakar
Treinador: Fabiano Soares

Golos: Corona (15' e 61'), Aboubakar (71') e Maurides (83')

Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Simão (6'), Layún (21'), Brahimi (23'), Marcano (35'), Imbula (65'), Rúben Neves (68') e Maxi (80')



Benfica vence e convence


No encontro que abriu a jornada no Estádio da Luz, o Benfica impôs a primeira derrota ao Belenenses e logo com uma goleada das antigas. Jonas, Gaitán e companhia fizeram o que quiseram da defesa dos azuis do Restelo e o resultado de 6-0 com que terminou o encontro só pode chocar quem não assistiu à partida.

Contrariamente ao que tinha acontecido nas três primeiras jornadas, os encarnados entraram a todo o gás e colocaram-se em vantagem logo aos 5 minutos por intermédio de Mitroglou.


Mesmo com um jogo da Liga dos Campeões marcado para terça-feira, os jogadores do Benfica nunca tiraram o pé do acelerador e o avolumar do marcador aconteceu com perfeita naturalidade.

A equipa de Rui Vitória tem vindo a evoluir de jogo para jogo e efetuou sem dúvida a melhor exibição da temporada. Fiel às suas ideias, o técnico continua a apostar na juventude. Gonçalo Guedes jogou os 90 minutos no lado direito do ataque, Nuno Santos foi aposta no segundo tempo. Nélson Semedo agarrou mesmo o lugar de lateral direito.

Do lado do Belenenses, a fragilidade defensiva mostrou que ainda há muito trabalho para Ricardo Sá Pinto para os lados do Restelo. É verdade que o técnico sofreu a primeira derrota mas também é verdade que ainda não conseguiu nenhuma vitória para o campeonato.

Ficha de jogo

Estádio da Luz, Lisboa (42.454 espetadores)
Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal)

Benfica:Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel, Eliseu, Samaris, Talisca, Gonçalo Guedes, Gaitán (Nuno Santos, 72'), Jonas (Pizzi, 78') e Mitroglou (Raúl Jiménez, 66')
Treinador: Rui Vitória.

Belenenses: Ventura, João Amorim, Tonel, Gonçalo Brandão, André Geraldes, Rúben Pinto (André Sousa, 73), Ricardo Dias, Carlos Martins (Abel Camará, 61'), Kuca (Luís Leal, 46'), Fábio Sturgeon e Miguel Rosa
Treinador: Ricardo Sá Pinto

Golos: Mitroglou (5' e 53'), Jonas (17' e 40'), Gaitán (60') e Talisca (63').

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Abel Camará (70') e Luisão (86')


Chuva de golos no caldeirão


Se há equipa que parece dar garantias de futebol de ataque e golos é o Vitória de Setúbal. A equipa de Quim Machado apresenta o segundo melhor ataque mas também a terceira pior defesa. A deslocação aos Barreiros foi exemplo disso mesmo.

Marcar por duas vezes ao Marítimo na Madeira não está ao alcance de qualquer equipa, sofrer cinco golos é que está longe de ser uma boa notícia.


O Sporting de Braga continua a ter dificuldades longe do Minho e foi derrotado na Amoreira pelo Estoril. Léo Bonatini apontou o tento solitário da partida.


Melhores marcadores:

5 golos: Jonas (Benfica)
4 golos: Aboubakar (FC Porto) e Suk (V. Setúbal)
3 golos:Mitroglou (Benfica), André Claro (V. Setúbal), Dyego Sousa (Marítimo) e Soares (Nacional)
2 golos: Maurides (Arouca), Léo Bonatini (Estoril), Corona (FC Porto), Ghazaryan (Matrítimo), Luisinho (Boavista, Vukcevic (Sp. Braga), Adrien e Slimani (Sporting, Yazalde (Rio Ave) e Costinha (V. Setúbal).

Em Guimarães, Armando Evangelista somou a primeira vitória (1-0 frente ao Tondela) mas nem por convenceu os exigentes adeptos vitorianos, não muito longe, em Moreira de Cónegos, a equipa da casa conquistou o primeiro ponto com um nulo frente ao União da Madeira.

Na Choupana, o Nacional impor-se à Académica por 2-0. A equipa de Coimbra é a única que ainda não somou qualquer ponto.

No encontro que encerrou a quarta jornada, o Paços de Ferreira impôs-se no Bessa com um tento solitário de Diogo Jota. Com este triunfo, a equipa pacense subiu ao quarto lugar.

Jornada 04


Benfica – Belenenses, 6-0
Estoril – SC Braga, 1-0
Arouca – FC Porto, 1-3
Marítimo – V. Setúbal, 5-2
Moreirense – U. Madeira, 0-0
Nacional – Académica, 2-0
V. Guimarães – Tondela, 1-0
Rio Ave – Sporting, 1-2
Boavista – P. Ferreira, 0-1


Jornada 05


v. Setúbal – V. Guimarães (18/09)
Tondela – Estoril (19/09)
P. Ferreira – Rio Ave
Académica – Boavista (20/09)
U. Madeira – Arouca
FC Porto – Benfica
Belenenses – Moreirense (21/09)
SC Braga – Marítimo
Sporting – Nacional



Artigo seguinte

Desporto

Ténis: Djokovic ganha o US Open ao bater Federer na final