Última hora

Última hora

Ucrânia vs Rússia: Julgamentos de "crimes de guerra"

Na capital ucraniana, em Kiev, começou esta terça-feira o julgamento de dois supostos soldados russos capturados no leste do país. Os dois indivíduos

Em leitura:

Ucrânia vs Rússia: Julgamentos de "crimes de guerra"

Tamanho do texto Aa Aa

Na capital ucraniana, em Kiev, começou esta terça-feira o julgamento de dois supostos soldados russos capturados no leste do país. Os dois indivíduos são acusados de atos terroristas e de lutar contra o exército ucraniano.
Os dois homens garantem que não fazem parte de qualquer força especial do exército russo e que se juntaram à luta dos rebeldes.
Evgeni Erofeiev e Alexander Alexandrov, mesmo fechados numa cela dentro da sala de audiência foram autorizados a falar com os jornalistas e garantiram que “estas acusações não podem ser baseadas em provas recolhidas de forma ilegal e em suposições.” Os detidos dizem ainda que todas as filmagens foram feitas de forma ilegal.”

A Rússia continua a negar qualquer presença militar na Ucrânia, afirma que os acusados são ex-militares, que deixaram o exército russo em dezembro de 2014.

Em território russo, numa cidade chamada de Donetsk a piloto militar ucraniana Nadia Savchenko também está a ser julgada, acusada de ter morto dois jornalistas russos. Na sessão desta terça-feira, afirmou que é “uma prisioneira de guerra e refém, que foi sequestrada” e “vendida para os russos” pelos separatistas ucranianos.

Nadia Savchenko pediu ainda que fosse utilizado um detetor de metais durante o julgamento, mas o pedido foi recusado. A piloto é acusada de ter ajudado a matar em junho de 2014, dois jornalistas russos por disparos de morteiro no leste da Ucrânia. A acusação garante que forneceu informações precisas sobre a localização dos jornalistas aos militares ucranianos. Por isso incorre numa pena que pode ir até aos 25 anos de prisão.