Última hora

Última hora

Merkel apela à união em torno dos refugiados no aniversário da reunificação alemã

A Alemanha celebrou a reunificação do país, há 25 anos, com os olhos postos na atual crise dos refugiados. A Chanceler Angela Merkel e o presidente

Em leitura:

Merkel apela à união em torno dos refugiados no aniversário da reunificação alemã

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha celebrou a reunificação do país, há 25 anos, com os olhos postos na atual crise dos refugiados.

A Chanceler Angela Merkel e o presidente Joackim Gauck deslocaram-se este sábado a Frankfurt, para recordar o fim da divisão entre as duas Alemanhas, em 1990, quase um ano após a queda do muro de Berlim.

Uma lição de coabitação entre o leste e oeste para os dois principais dirigentes do país, ambos com um passado ligado à extinta RDA.

“Hoje, 25 anos depois, fazemos face a grandes desafios. O tema dos refugiados tem-nos ocupado nos últimos dias e quero voltar a lembrar que a Alemanha não pode resolver os seus problemas sozinha, só em conjunto com a Europa e através de uma distribuição justa das tarefas, também a nível internacional”, afirmou Angela Merkel.

O presidente alemão também não hesitou em fazer paralelos, falando do acolhimento de refugiados como um “desafio similar ao da reunificação”.

Berlim afirma-se pronta a acolher quase um milhão de refugiados este ano, mas a solidariedade e oportunidade demográfica saudada por alguns, contrasta com uma opinião pública cada vez mais critica da ação do governo.