Última hora

Última hora

Migração: Ministros europeus discutem deportação de imigrantes ilegais

À procura de um rumo para fazer frente à crise migratória que afeta o velho continente, os ministros do Interior da União Europeia chegaram a um

Em leitura:

Migração: Ministros europeus discutem deportação de imigrantes ilegais

Tamanho do texto Aa Aa

À procura de um rumo para fazer frente à crise migratória que afeta o velho continente, os ministros do Interior da União Europeia chegaram a um acordo para acelerar o processo de deportação de imigrantes ilegais.

Reunidos esta quinta-feira, no Luxemburgo, discutiram ainda o reforço das forças de proteção de fronteiras do bloco comunitário.

“Guardar as fronteiras externas da União Europeia é a prioridade número um. Essa é a conclusão mais importante de hoje juntamente com o apoio à agência Frontex para aumentar o pessoal”, sublinhou o ministro eslovaco do Interior, Robert Kaliňák.

Os ministros acreditam que o processo de deportação pode servir como efeito desencorajador para aqueles que imigram em busca de melhores condições de vida e que não estão a fugir à guerra.

Prevista está também a detenção daqueles que tentarem contornar a expulsão.

“Dissemos sempre que temos de apoiar os que precisam de proteção internacional, mas por outro lado, os que não precisam de apoio têm de regressar aos países de origem”, referiu o ministro luxemburguês dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn.

O futuro próximo deve passar pela criação dos chamados “hotspots”, lugares onde se fará a separação entre aqueles que terão de regressar aos países de origem e os que podem requerer asilo. Está previsto para breve o funcionamento de uma estrutura em Itália.

Sándor Zsíros, euronews – Através da última declaração percebe-se que a política migratória de portas abertas está a chegar ao fim na Europa e que os líderes optariam por gerir a pressão migratória fora das fronteiras europeias ou protegendo as fronteiras externas.