Última hora

Última hora

Escritor italiano absolvido de "incitação à sabotagem" do futuro túnel ferroviário Lyon-Turim

O escritor italiano Erri De Luca foi esta segunda-feira absolvido da acusação de "incitação à sabotagem" do futuro túnel Lyon-Turim, que servirá para a ligação ferroviária de alta velocidade entre Fra

Em leitura:

Escritor italiano absolvido de "incitação à sabotagem" do futuro túnel ferroviário Lyon-Turim

Tamanho do texto Aa Aa

O escritor italiano Erri De Luca foi esta segunda-feira absolvido da acusação de “incitação à sabotagem” do futuro túnel Lyon-Turim, que servirá para a ligação ferroviária de alta velocidade entre França e Itália.

O caso, julgado num tribunal de Turim, era visto como um teste à liberdade de expressão em Itália.

Antes de conhecer a decisão da juíza, o escritor repetiu o que disse, em 2013, na entrevista que deu origem ao processo: “a chamada linha de alta velocidade (…) deve ser abandonada, deve ser sabotada na legítima defesa da saúde, das terras, do ar e da água de uma comunidade ameaçada”.

A utilização do verbo “sabotar” e os vários ataques que se seguiram contra o estaleiro do túnel levaram o Ministério Público italiano a pedir oito meses de prisão para o escritor de 65 anos.

Os responsáveis pela construção do túnel têm agora um mês para recorrer da decisão.

Os protestos contra a construção da linha de alta velocidade já terminaram várias vezes em violência.
Em janeiro, 47 pessoas foram condenadas a penas de prisão efetiva na sequência de confrontos com a polícia italiana em 2011.

As obras de construção do túnel devem começar no próximo ano.