Última hora

Última hora

Turquia: A utilidade destas eleições

O eleitorado turco questiona-se sobre a utilidade de mais um escrutínio, cinco meses após as últimas legislativas. É a segunda vez este ano que a

Em leitura:

Turquia: A utilidade destas eleições

Tamanho do texto Aa Aa

O eleitorado turco questiona-se sobre a utilidade de mais um escrutínio, cinco meses após as últimas legislativas.

É a segunda vez este ano que a Turquia vai às urnas, visto que as eleições do dia 7 de junho passado deram lugar a um parlamento sem maioria absoluta e que nenhum partido conseguiu fechar um pacto para governar em aliança nem com minoria.

“Estou pronto para esperar na longa fila até de manhã embora não acredite na utilidade destas eleições. É melhor procurar soluções ao invés de aumentar o número de eleições. É melhor procurar maneiras de como governar. Caso contrário, mais eleições afasta as pessoas da política”

“Espero que seja bom para a Turquia. Estou muito feliz e mal posso esperar para saber o resultado. Desejo muito poder ajudar o meu país”.

O correspondente da Euronews comenta: “ O favorito é o islamita Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP), que perdeu em junho passado a maioria absoluta que vinha renovando desde 2002, e que agora dispõe de 258 cadeiras. mas vai ter de recuperar 18 assentos para governar confortavelmente”.