Última hora

Última hora

Londres repatria turistas de Sharm el Sheikh a conta gotas

O Reino Unido começou a repatriar os primeiros turistas nacionais dos vinte mil que se encontram retidos em Sharm el-Sheikh por razões de segurança

Em leitura:

Londres repatria turistas de Sharm el Sheikh a conta gotas

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido começou a repatriar os primeiros turistas nacionais dos vinte mil que se encontram retidos em Sharm el-Sheikh por razões de segurança, após a queda do Boeing russo.

A confusão instalou-se no aeroporto, e dos 29 voos agendados apenas oito foram autorizados.

“ A parte mais difícil foi ninguém realmente saber o que estava a acontecer, ninguém saber quanto tempo íamos ficar”.

O ministério de aviação civil do Egito negou que esteja a bloquear voos, mas afirmou que o número foi limitado pela capacidade do aeroporto.

John Casson, Embaixador britânico no Egito: “Desde o início o nosso objetivo tem sido levar os nossos cidadãos de rgresso a casa em segurança e hoje oito voos deixaram Sharm el-Sheikh com cerca de 1.500 pessoas a bordo. Tivemos que trabalhar a contra relógio com os egípcios, com as companhias aéreas, e é por isso que apelamos às companhias aéreas para não trazerem as pessoas para o aeroporto até que o voo não esteja garantido”.

A easyJet informou que apenas dois dos seus dez voos planeados tinham recebido permissão para descolar.