Última hora

Última hora

Birmânia: Eleições que podem marcar mudança

Começou a ida à urnas na Brimânia, as autoridades puseram as principais cidades em estado de alerta. Trata-se das primeiras eleições organizadas por

Em leitura:

Birmânia: Eleições que podem marcar mudança

Tamanho do texto Aa Aa

Começou a ida à urnas na Brimânia, as autoridades puseram as principais cidades em estado de alerta. Trata-se das primeiras eleições organizadas por um governo civil após meio século de regimes militares.
Milhares de polícias foram mobilizados na região de Rangum.

“Nunca estive tão animada na minha vida. A minha família e eu vamos votar e planeamos levantar cedo para sermos os primeiros a chegar à assembleia de voto”.

São chamados a ir às urnas cerca de 4,9 milhões de eleitores.

O partido da líder da oposição Aung San Suu Kyi é esperado como vencedor entre milhares de candidatos de outras formações políticas que concorrem para o parlamento e assembleias regionais.

Apesar de estar impedida de chegar à Presidência, San Suu Kyi, disse que vai dirigir o governo do país se o seu partido vencer.