Última hora

Última hora

Jordânia: Polícia mata instrutores norte-americanos e sul-africano

Um tiroteio num centro de treinos de operações especiais nos arredores de Amã, na Jordânia, tirou a vida a pelo menos 2 instrutores norte-americanos

Em leitura:

Jordânia: Polícia mata instrutores norte-americanos e sul-africano

Tamanho do texto Aa Aa

Um tiroteio num centro de treinos de operações especiais nos arredores de Amã, na Jordânia, tirou a vida a pelo menos 2 instrutores norte-americanos e um sul-africano num total de cinco pessoas mortas no incidente.

Seis outras pessoas ficaram feridas, quatro jordanos e dois norte-americanos, um encontra-se em estado grave.

O autor dos disparos foi alegadamente um polícia jordano que tinha acabado de ser despedido. O homem foi abatido por elementos das forças de segurança jordanas, as autoridades negaram qualquer ligação do individuo com grupos terroristas.

O motivo não é ainda conhecido.

O centro de treinos prepara a polícia da região e é financiado pelos Estados Unidos mas nenhuma das vítimas trabalhava para o governo norte-americano. É também aqui neste centro que são treinadas unidades das polícias iraquianas e palestinianas.

O incidente coincide com o décimo aniversário dos atentados em três hotéis em Amã, reivindicados pela Al-Qaida e que vitimaram mais de 60 pessoas.