Última hora

Última hora

China: Inflação fraca pode levar a mais estímulos

O Índice de Preços no Consumidor (IPC) cresceu, em outubro, apenas 1,3% em termos homólogos, contra 1,6% no mês anterior. As previsões apontavam para um crescimento de 1,5%.

Em leitura:

China: Inflação fraca pode levar a mais estímulos

Tamanho do texto Aa Aa

Os dados fracos da inflação da China levam os analistas a prever mais estímulos numa altura em que o abrandamento prossegue na segunda maior economia do mundo.

O Índice de Preços no Consumidor (IPC) cresceu, em outubro, apenas 1,3% em termos homólogos, contra 1,6% no mês anterior. As previsões apontavam para um crescimento de 1,5%.

Em termos mensais, os preços no consumidor recuaram 0,3% em outubro depois de terem subido 0,1% no mês anterior.

O Índice de Preços no Produtor (IPP) recuou mais uma décima do que o previsto, caindo 5,9% em outubro em comparação com o mesmo período do ano passado.

As exportações em outubro caíram 6,9% enquanto as importações recuaram 18,8%.

Com estes dados, mais fracos do que o previsto, os analistas esperam agora mais estímulos económicos da parte do governo central.