Última hora

Última hora

ONU quer EUA e Rússia unidas contra o terrorismo

O Secretário-geral das Nações Unidas pediu aos Estados Unidos e à Rússia para trabalharem juntos, a partir do início do próximo ano, na erradicação

Em leitura:

ONU quer EUA e Rússia unidas contra o terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

O Secretário-geral das Nações Unidas pediu aos Estados Unidos e à Rússia para trabalharem juntos, a partir do início do próximo ano, na erradicação do terrorismo. Ban Ki-moon afirmou, durante a cimeira de líderes da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) que “estes terroristas e ideologias extremistas devem ser derrotados em nome da humanidade”. Para Obama a questão centra-se na destruição do grupo estado islâmico (EI):

“Destruir o EI não é apenas uma meta realista, isso vai acontecer. Seria útil que a Rússia se focasse no EI. E penso que, devido à reivindicação da responsabilidade da queda do avião, por parte do EI, há uma crescente consciencialização em relação a isso por parte do Presidente Putin”, afirmou o chefe de Estado dos EUA.

Putin, que não se deslocou a Kuala Lumpur, na Malásia para participar no encontro, afirmou que a campanha militar russa na Síria ainda não conseguiu o suficiente e deve, por isso, passar a uma nova fase. Informações avançadas, em videoconferência, pelo presidente russo às autoridades militares do país.

Enquanto se definem os próximos passos, Moscovo continua a batalha contra o terrorismo. Este domingo o exército russo matou, alegadamente, 10 antigos elementos das forças paramilitares chechenas que se terão juntado às fileiras do autoproclamado estado islâmico.