Última hora

Última hora

EUA: Criação de emprego continua sólida e abre a porta à subida das taxas de juro

A criação de empregos continua a avançar a bom ritmo nos Estados Unidos, um sinal da boa forma da retoma económica que abre caminho para a Reserva Federal (Fed) começar a cortar nos estímulos já em me

Em leitura:

EUA: Criação de emprego continua sólida e abre a porta à subida das taxas de juro

Tamanho do texto Aa Aa

A criação de empregos continua a avançar a bom ritmo nos Estados Unidos, um sinal da boa forma da retoma económica que abre caminho para a Reserva Federal (Fed) começar a cortar nos estímulos já em meados de este mês de dezembro, subindo as taxas de juro de referência.

O emprego está a crescer acima das previsões e também dos valores considerados necessários pela Fed. Em novembro, foram criados mais 211.000 empregos e os números de outubro foram revistos em alta: mais 35.000 do que anteriormente para um total de 298.000 novos postos de trabalho.

Esta quinta-feira, numa audição no Congresso norte-americano, a presidente da Fed, Janet Yellen considerou que “atualmente, o crescimento económico dos Estados Unidos será suficiente no próximo ano ou dois para resultar em mais melhoria no mercado de trabalho. Os ganhos em curso no mercado de trabalho em conjunto com a avaliação de que as expectativas de inflação no longo prazo continuam bem ancoradas servem para reforçar a confiança num regresso da inflação aos 2%. Além disso, manter as taxas dos fundos federais ao nível atual por muito mais tempo também poderia encorajar tomadas de risco excessivas e assim minar a estabilidade financeira”.

Yellen considera que a economia norte-americana tem de criar mensalmente perto de 100.000 novos empregos para acompanhar o envelhecimento da população em idade ativa.