Última hora

Última hora

Paris: Povos indígenas unidos pela Terra

Representantes dos povos indígenas juntaram-se num passeio de barco no rio Sena, em Paris, à margem da conferência sobre o clima e pedem medidas

Em leitura:

Paris: Povos indígenas unidos pela Terra

Tamanho do texto Aa Aa

Representantes dos povos indígenas juntaram-se num passeio de barco no rio Sena, em Paris, à margem da conferência sobre o clima e pedem medidas para proteger o meio ambiente.

Os grupos da América do Norte e Central, Amazónia, Indonésia e República Democrática do Congo reclamam um pacto para salvar o planeta.

“Estamos neste barco para assinar um pacto entre todos os povos indígenas. Queremos proteger a Mãe Natureza e salvar os nossos filhos, a nossa terra”, disse Candido, um chefe tribal do Panamá.

Delegados de 195 países participam na conferência que pretende garantir um acordo global, obrigatório para limitar as emissões de carbono e o aquecimento global.

“Eu estou a carregar a próxima geração. Estamos a implorar uma mudança. A questão é quando estamos prontos? Quando estamos prontos para realmente fazer essa mudança? Não há tempo de sobra. O tempo é hoje”, diz uma representante da tribo Taimiora.

A cinco dias do prazo final para um grande acordo multilateral que deverá garantir que a temperatura média da Terra não se eleve mais de 2ºC até 2100, muito resta a fazer para pôr em em sintonia os países mais desenvolvidos – Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, mais Europa – e as nações do chamado G-77+China – o grupo formado por grandes emergentes e países em desenvolvimento.