Última hora

Última hora

"Agressão" em França: Era tudo inventado

Afinal, o educador de infância que afirmava ter sido atacado por um homem que dizia ser do Daesh reconheceu ter inventado toda a história.

Em leitura:

"Agressão" em França: Era tudo inventado

Tamanho do texto Aa Aa

O educador de infância que dizia ter sido esfaqueado numa escola de Aubervilliers, nos arredores de Paris, confessou à polícia que era tudo mentira e inventou a história.

O homem, de 45 anos, dizia ter sofrido golpes nas costas e no pescoço. Não se sabe até que ponto e com que realismo terá simulado o ataque. Dizia que a agressão aconteceu antes da chegada dos alunos e que o atacante terá gritado que pertencia ao Daesh.

A história chegou a provocar uma visita da ministra francesa da educação, Najat Vallaud-Belkacem, que se mostrou chocada.

A França está a viver um clima de medo, depois dos atentados terroristas do mês passado em Paris. Este episódio tratou-se, claramente, de um aproveitamento desse clima para chamar a atenção.